A primeira viagem de autocaravana

Se nos acompanha no instagram já viu algumas fotos da nossa mais recente aventura: a primeira viagem do Kiko de autocaravana.

E antes de começar, deixem-me já ser spoiler e dizqer que correu muitíssimo bem. Ficámos super entusiasmados e que venham mais aventuras destas.

Agora, vou contar aqui como tudo se passou e como correu.
Ainda “em terra” já nos deparámos com alguns desafios. O primeiro de todos foi, sem dúvida, a preparação de toda a logística e de que irei partilhar convosco num outro post. Mas logo a seguir deparámo-nos com uma coisa tão simples como colocar a cadeirinha na autocaravana, isto porque era uma incógnita se o cinto de segurança teria comprimento suficiente. Dados adquiridos eram já que o Kiko ía viajar no banco da frente e, como sempre, com a cadeirinha virada para trás. Assunto prioritário para nós é mesmo a segurança. Ajeita o banco dali, puxa o cinto daqui e correu tudo cinco estrelas. Cadeirinha no lugar e em segurança. Sentá-lo depois na mesma também já foi um processo inovador. Não há braços que cheguem tão alto, por isso, o pequeno entrou na autocaravana e só depois se sentou no seu sofá de viagem. Sim, tomara eu ter assentos de carro tão confortáveis.

Tudo a postos e “lançámos velas” para a aventura. 10 minutos depois de ter iniciado a viagem já estava o senhor Kiko a fazer uma bela soneca. Estas caravanas balançam de tal forma que embalam sem dificuldade nenhuma.O nosso destino não foi ao acaso, fomos até Porto Côvo. Primeiro porque gostamos deste pequeno paraíso alentejano e depois porque não fica assim tão longe de casa, e na possibilidade da viagem não correr pelo melhor no que toca a adaptação, seria rápido regressarmos à base. Felizmente não foi preciso e acabámos por passar um belo fim-de-semana alentejano, com um sol de fazer inveja ao verão.

O pequeno achou uma curtição a casinha pequena, onde conseguia chegar a tudo, brincar por todo o lado e espalhar os brinquedos à vontade. Até se sentar à mesa como os adultos foi uma maravilha, já que cadeirinhas nestes T1 estão fora de questão. Mas mais uma vez se portou maravilhosamente. Para os soninhos da sesta e para a noite fomos preparados com uma barra lateral. Ele não estranhou a barra nem a caminha, o que foi óptimo. Mesmo assim, em todo o fim-de-semana, o que correu menos bem foi mesmo a noite. Levou muito tempo até adormecer e depois estranhou o quarto, talvez pelo ambiente mais escuro já que nas sestas não teve qualquer problema. No fim o cansaço ganhou a inquietação. Temos de confessar que os pais também não pensaram da melhor forma na hora do jantar, e o pequeno que se deita cedo acabou por sofrer com algum barulho que fizemos na cozinha. Ponto a melhorar para a próxima.

Os pontos altos foram mesmo os passeios. Ver lugares novos, passear rua acima e rua abaixo, brincar com a rodinha nova, passear nos trilhos junto à praia e… acima de tudo… praia!
Se ao principio parecia se ter esquecido que no verão passado quase comeu uma praia inteira e, desta vez, não queria tocar com os pés no chão, rápidamente se relembrou. Não deu nem tempo de montar o chapéu de sol para já estar a molhar os pés na água (que até gelava os ossos) e não querer sair de lá. Jogar à bola com o pai na areia foi uma novidade e depois…ah, os bons velhos tempos, voltar a ficar coberto de areia da cabeça aos pés e comer a maior quantidade possível destes grãos preciosos.

No fim, uma bela birra de bradar aos céus porque não se queria vir embora. Balanço geral, foi super divertido, um pouco cansativo, claro, mas muito positivo. A repetir sem dúvida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s