Um gato em casa

E de repente vi-me com um gato em casa… ainda não tem bigodes e não faz miau mas passa a vida debaixo das cadeiras e da mesa da sala, pendurado nas nossas calças a querer saltar para o nosso colo. Quando dou por isso está a “afiar” as unhas no sofá ou agarrado aos cortinados como se quisesse trepar por eles acima ou simplesmente “pregar” com eles no chão.

Só apetece apertar, dar miminhos, apertar as bochechas e passar o dia a brincar. Por outro lado, não podemos desviar os olhos um minuto senão há asneira a caminho. Estamos a começar a andar 🙂 Vem por aí todo um mundo novo para explorar. E para já, viramos tudo de pernas para o ar.